Relvas há muitos seu palerma!

17 Jul

Nada melhor que este artigo para resumir o que penso sobre o “caso Relvas”. Muito mais do que um caso isolado de falta de ética ou de trauliteirismo político, esta história é uma consequência natural da forma como evoluiu o nosso sistema democrático. Pedir a demissão de Relvas ou fazer auditorias às Universidades é pensar que se cura um cancro com chás de cebola e algum exercício físico.

Como resultado, alguns ficarão revoltados. Juram a si mesmos não mais acreditar na política e nunca mais meter os pés numa assembleia de voto. Ou então libertam a sua raiva ao sabor de umas Super Bocks e papagueiam a quem quiser ouvir que isto é tudo uma cambada de gatunos e que a única solução é pegar em armas.

A raiz é da questão é bem mais profunda. Está nas juventudes partidárias (não todas, é certo, e há excepções). Está nas associações de estudantes e na forma como sobem na hierarquia os seus dirigentes. Está na falta de cultura política do nosso povo e na desmoralização e desmotivação da sociedade que assiste a todos estes fenómenos com um passivo fatalismo. Como se tivesse de ser assim. Como se não houvesse nada a fazer.

Enquanto não se atacar estas causas o Relvismo continuará a dominar o país, seja neste governo ou noutro qualquer.

Padrinhos-e-Puros de José Reis Santos

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: