Tecnocratas + comunicação = desastre

1 Dez

Tal como muitos, tento ser uma pessoa informada, leio os semanários, vejo os habituais programas de debate televisivo e tento fazer a minha opinião. Vejo sempre os mesmos comentadores, sempre os mesmos tecnocratas com as mesmas opiniões, com os mesmos olhos gordos de ambição de mais e mais dinheiro, mais e mais riqueza. Tudo me leva a perguntar, onde iremos nós parar?

Perguntem-se se lembram, nos habituais programas, de algum comentador que tenha defendido uma receita diferente da habitual? Será esta consonância de opiniões de certa forma premeditada? Sinceramente não sei. Não costumava acreditar em teorias da conspiração até há uns meses, mas crenças a parte, a verdade é que tudo isto produz um conformismo social bastante oportuno.

As pessoas, estão fartas dos políticos, cansadas de mentiras e campanhas eleitorais cheias de promessas que vão e vêm como a maré. O discurso volta-se contra estes e abre espaço para os tecnocratas, na esperança de, estes sim, saberem o que fazem. Nada mais errado! Tecnocrata: Estadista, ou alto funcionário, cuja autoridade se baseia em conhecimentos teóricos dos mecanismos económicos, os quais nem sempre levam em conta os fatores humanos e sociais. A própria definição é a razão pela qual estes não podem governar. Um país é muito mais do que números.

Vamos partir do exemplo do conceituadíssimo João Duque – a mais perfeita definição de tecnocrata. Foi comentador permanente do programa Plano Inclinado e a pessoa escolhida para coordenar a equipa que definiu o conceito de serviço público de televisão. As conclusões do relatório, penso que ainda foram piores do que se esperava, o que talvez explique as demissões durante a execução do parecer. Mas mais triste foi conhecer o que pensa João Duque dos idosos. Pode-se ler numa entrevista à revista do DN. À pergunta do jornalista: “Está a ver os velhinhos e as velhinhas, que são maioritariamente o público da RTP Memória, de iPad na mão ou na Internet a ver os conteúdos do canal que o grupo de trabalho acha que deve ser descontinuado?”, João duque responde: “Oiça, os velhinhos e as velhinhas vão falecer, infelizmente. É a lei da vida. E a rapaziada que está aí hoje vê muitíssimo mais televisão no computador do que na televisão.” No mínimo perturbante saber que pessoas destas podem influenciar a politica de um governo.

Partindo do pressuposto deste pensamento, nem valeria a pena gastar dinheiro em cuidados de saúde com aqueles que se encontram no fio da navalha. Afinal para quê gastar dinheiro com uma pessoa em vias de morrer? Mas vale Prof. João Duque, vale a pena…     E a ideia de que a “rapaziada que aí está hoje” vê mais televisão no computador do que na televisão parece um pouco empírica, ainda para mais, numa pessoa que tanto se sustenta em números. Além disso, revela um tanto de ignorância acerca de realidade de Portugal. Talvez o Prof. João Duque esteja habituado a ver os jornalistas (aqueles não precários e que ganham bem) e os seus colegas comentadores, a andar pelas redacções dos canais televisivos onde comenta, de tablet na mão, mas experimente sair um pouco de Lisboa e ver se aqueles que trabalh(r)am na DELPHI, QIMONDA, YAZAKI, GROUNDFORCE, ROHDE, ou na fábrica da OPEL, e os seus filhos, também vêm televisão no computador.

Todos os dias somos levados a acreditar que estamos perante o inevitável, porque todos os dias ouvimos os mesmos profetas da desgraça. Mas existem pessoas com outras soluções para a crise, quem pense de forma diferente, se indigne com a injustiça, queira redistribuir melhor a riqueza e repudie fatalismos e soluções únicas. Não têm o mesmo espaço mediático é certo, mas enquanto não o tiverem, não comamos tudo o que nos querem fazer crer.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: