A minha Solução para a Crise

4 Nov

Andamos ai todos a brincar à austeridade, aos bons e aos maus alunos, ao esconde-esconde com os mercados internacionais para nos estatelarmos assim num ápice, entre duas Avé-Marias da Sr.Merkel e uma conferência de imprensa do Sr.George Papandreou. Isto tinha tudo para ser um belo filme de Terror! Tínhamos os meninos mal comportados prontos a serem castigados por uma dupla de bullies interpretados por uma senhora muito feia e um senhor muito baixo. Tínhamos um espírito maligno chamado “mercados financeiros”, que pairava sobre tudo e todos, e cujas vontades tinham de ser saciadas para que não houvessem retaliações. Enfim tínhamos material para fazer o Federico Fellini revirar-se na tumba de inveja. O problema é que isto não foi escrito por alguém alucinado de regresso de uma viagem com a Lúcia-no-céu-com-diamantes, isto está a acontecer, não é apenas um sonho mau….
E tudo isto porque tivemos o caralho do azar da lua estar alinhada com Saturno, o que provocou que a Europa fosse governada nos últimos anos por mentecaptos desprovidos de uma coisa que para uns até não dá muito jeito mas que em caso de governação pode ser essencial, e que se chama – cérebro.
Bem sei.
Bem sei que exagero, e que estou a ser injusto, mas será assim tão difícil de perceber que se tem que acabar de vez com a especulação e com este sistema autofágico! O macaco que fazia o anúncio da reciclagem, não precisou de muito tempo para aprender que o papel era no azul…
Tivéssemos todos assumido um sistema de emissão de divida conjunta desde o inicio, e não estaríamos agora nesta situação. É que foi muito bonito a introdução do Euro obrigando Países que não tinham uma economia como a Alemã a se portarem como se da Alemanha se tratassem. Mas acontece que eu e os meus compatriotas chamamos Panado a um Schitzel, e não exportamos carros de alta cilindrada para economias emergentes! Temos uma economia frágil e potencializada por gerações de políticos que fazem inveja aos próprios Monty Python, e que, mais tarde ou mais cedo ia acabar por rebentar devido à disparidade entre a divisa e a economia real.
Façam um favor à Europa: deixem que voltemos a ser governados por políticos, filósofos, idealistas, sei lá bem o que mais… só vos peço uma coisa: peguem em todos os economistas que estão, estiveram ou estarão ligados a cargos de governação ou a centros de decisão, e coloquem-nos todos numa ilha bem bem longe, afastada da civilização.
É esta a minha solução para esta crise e para as outras que se seguirão a esta, mal as coisas estejam pontualmente resolvidas.

Anúncios

2 Respostas to “A minha Solução para a Crise”

  1. Pedro 5 de Novembro de 2011 às 1:40 AM #

    não me parece justo chamá-los mentecaptos e criticá-los por não porem fim à especulação, quando são dos que mais têm tentado fazer isso. Além disso, a Merkel tem posto um peso sobre a banca privada que muitos não esperavam que fosse capaz(independentemente de se achar bem ou mal.)

    grande abraço

    espero que tudo corra bem.

    As pessoas, pá!

    Pedro Aço

    • Frederico Brandão 9 de Novembro de 2011 às 3:55 PM #

      Meu caro Aco:
      Acho que quando se compara esta malta com a que lá andou noutras geracoes, percebe-se bem que as vistas encurtaram em grande proporcao 🙂

      Se quiseres envia-me um texto sobre a tua visao da historia!!!
      abraco
      Fred

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: