Pra não dizer que não falei das flores

24 Abr

 

Inauguro esta secção fazendo referência a uma canção que é para mim a melhor ou seguramente uma das melhores canções de protesto de sempre, Prá não dizer que não falei das flores de Geraldo Vandré. Optei por este vídeo, com uma versão ao vivo, porque quando o vi pela primeira vez chamou-me imediatamente a atenção para o Festival Internacional da Canção, um festival que marcou os anos 60 no Brasil. Esta gravação corresponde à edição de 68, na qual Geraldo Vandré, contra todas as expectativas, perdeu o primeiro lugar para Sabiá de Chico Buarque e Tom Jobim .

O momento social e político na época exigia aos cantores que se exprimissem politicamente e que representassem na sua música as esperanças e os sonhos do movimento estudantil e da luta contra a ditadura. Qualquer coisa que fugisse deste caminho, por mais qualidade que pudesse ter, não poderia seria aceite “nas ruas”. Tanto que a revolta do público foi bem ruidosa, como se pode ver no vídeo: é marmelada, é marmelada! Um brasileirismo engraçado que quer dizer que o júri foi comprado ou obrigado pelo regime a não dar a vitória ao Geraldo Vandré. Mesmo não tendo vencido o festival esta canção ficou para a história como o hino da resistência à ditadura no Brasil.

Retirado da série Anos Rebeldes, que retrata brilhantemente este período e é um documento obrigatório para quem gosta de história do Brasil, acrescento este vídeo que revisita o momento exacto em que se passou. Nele estão presentes todas as visões sobre a história desde os idealistas emocionados aos pragmáticos despolitizados, o hippie alienado, o pai conservador e a mãe em trabalho doméstico. Simplesmente genial!

Anúncios

Uma resposta to “Pra não dizer que não falei das flores”

Trackbacks/Pingbacks

  1. From Coimbra with love – a República Boa Bay Ela « Standard's & People, Pá! - 7 de Setembro de 2011

    […] que pode ser resumido como a batalha entre o idealismo e o individualismo ou se quisermos entre a Pra não dizer que não falei das flores do Geraldo Vandré e a Sabiá do Chico e do Tom. É a história contada pelos perdedores, algo que tem sempre a sua magia, em especial quando se […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: